"descapando" discos de rock, sempre em listas top 10 | por Ziegler, Zé Mário e Lex

Posts marcados ‘Grateful Dead’

HO HO HO

dose_INDIE_157

Esta é a última dose_INDIE inédita do ano. Relembrando as “últimas” publicadas em dezembro o setlist de 2010 fez referência aos anos 90. Naquela época havia reencontrado amigos das antigas e escolhi músicas que lembravam os velhos tempos. Em 2011 estava de saco cheio de situações cotidianas. Para tudo aquilo ter fim o novo ano precisava começar. Para 2012 uma banda foi a referência. Explico melhor no item sete.

01 – Swervedriver – Why Say Yeah

swervedriver_why_say_yeah

Antes de Swervedriver a banda chamava “Shake Appeal”, nome de música dos Stooges. “Why Say Yeah” foi single lançado em parceria de Sophia, banda idealizada por Robin Proper Sheppard, ex-vocalista de The God Machine.

swervedriver_why_say_yeah_back

02 – Teenage Fanclub – Escher

teenage_fanclub_thirteen

Mais um caso de música que influenciou banda. O nome Thirteen, quarto disco de Teenage Fanclub, foi escolhido por causa do hit de Big Star, de 1972.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

03 – Tad – Gouge

tad_inhaler

Inhaler foi o primeiro lançamento por grande gravadora de TAD. Os discos anteriores vieram com assinatura da Sub Pop. A turnê de divulgação foi realizada em parceria de Soundgarden. A banda não alcançou projeção mundial como os amigos de Seattle, mas o disco foi muito bem em críticas e vendas.

04 – Stone Temple Pilots – Seven Caged Tigers

stone_temple_pilots_tiny_music

Tiny Music… Songs From The Vatican Gift Shop foi elogiado por toda crítica especializada por explorar sonoridade diferente comparado aos lançamentos anteriores. Nele estão os clássicos “Big Bang Baby”, “Lady Picture Show” e “Trippin’ On A Hole In A Paper Heart”. Por outro lado a turnê mundial foi cancelada por causa da internação de Scott Weiland em clínica para tratamento de dependência química.

05 – Cracker – Low

cracker_kerosene_hat

Banda idealizada pelos amigos e vizinhos David Lowery, vocal, e Johnny Hickman, guitarra. Antes de completar um ano de lançado Kerosene Hat foi disco de platina. Nele, além do hit “Low”, também está “Loser”, cover de The Grateful Dead.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

06 – Gumball – Thunder

gumball_super_tasty

Gravação de dois discos. Este foi um dos itens que estava no contrato assinado por Gumball com grande gravadora, em 1991. Super Tasty foi lançado meses depois do acordo e teve produção de Butch Vig que também foi responsável pelo clássico Nevermind, do Nirvana.

07 – Dig – Believe

dig_dig

Projeto desenvolvido pelo produtor Scott Hackwith que também realizou trabalhos com os Ramones. “Believe” ficou durante meses na programação da MTV americana e foi o único grande hit da banda. Há muito tempo pretendia publicar esta música em um dos posts. Vontade realizada agora. Ela foi a referência que mencionei no texto de abertura.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

08 – Doves – NY

doves_the_last_broadcast

Os irmãos Jez Williams, guitarrista e vocal, e Andy Williams, baterista, estudaram no mesmo colégio do baixista Jimi Goodwin, mas eles não se conheciam. Tempo depois em Haçienda, lendária casa noturna de Manchester do jornalista Tony Wilson e de membros do New Order, os três começaram a desenvolver as afinidades musicais.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

09 – Eels – Novocaine For The Soul

eels_beautiful_freak

Mark Oliver Everett, vocalista, é conhecido no meio artístico apenas pela vogal E. Além de frequentarem as paradas do mundinho indie, as músicas de Eels também foram incluídas em trilhas de filmes, como: Scream 2, American Beauty, The End of Violence, Hellboy II, e no primeiro Shrek.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

10 – Cake – Perhaps Perhaps Perhaps

cake_fashion_nugget

Cover de “Quizás, Quizás, Quizás”, do escritor cubano Osvaldo Farrés. Em 1947 a música virou hit mundial e ganhou letra em inglês escrita por Joe Davis. O conteúdo não é igual à letra original.

11 – Everclear – Santa Monica

everclear_sparkle_and_fade

Quando Sparkle And Fade foi lançado, em 1995, surgiram várias comparações ao Nirvana. As letras faziam referências às drogas. Após show em parceria do Foo Fighters Dave Grohl declarou que não encontrava similaridade alguma de Everclear com sua antiga banda.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

12 – Echobelly – Great Things

echobelly_on

Debbie Harry e Blondie foram as principais fontes de inspiração para a vocalista Sonya Madan. Em 1994, pouco antes de On ser gravado, REM convidou a banda para fazer os shows de abertura da turnê européia de Monster, e Madonna pretendia contratá-la para sua gravadora, a Marverick.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Bônus

Como presente de Natal adicionei mais um player ao post. Nele estão “Shake Appeal”, dos Stooges que foi o primeiro nome do Swervedriver; “Thirteen”, do Big Star que Teenage Fanclub usou para o quarto disco de estúdio; “Loser”, do Grateful Dead que o Cracker fez versão cover em Kerosene Hat, e Trio Los Panchos interpretando uma das infinitas regravações para o hit latino “Quizas, quizas, quizas” que Cake incluiu em Fashion Nuggets.

stooges_grateful_dead_big_star_trio_los_panchos

Clique aqui para baixar o podcast no formato MP3

Clique aqui para baixar o podcast no formato AAC para iPod
.
Para conhecer o que já foi publicado clique aqui.

o cartunista Robert Crumb

Desde o meu post Vinte e Sete onde citei o trabalho de Crumb na capa de Cheap Thrills, que venho pensando em dedicar um post inteiro a esse ícone dos quadrinhos mundial. Então vamos lá:

***

Robert Crumb, é um cartunista conhecido pelo seu traço underground caracterizado principalmente pela crítica e sátira do modo de viver dos norte-americanos. Se transformou em figura importante da cultura pop dos anos 70. Entre suas principais publicações, estão o zine Zap Comix, o personagem Fritz The Cat e as graphics novel Mr. Natural, Blues e a recente (2009) adaptação do livro do Gênesis (Bíblia).

***

O ilustrador também se aventura na música, foi líder da banda Crumb & His Cheap Suit Serenaders onde cantava e tocava gaita, bandolim e banjo. Lançou coletâneas (no estilo Robert Crumb presents) resgatando pérolas do gênero que influenciou toda a sua obra. Ainda na música ficou fortemente conhecido pelas inúmeras capas de discos que desenhou (algo por volta de cinquenta!!), sendo a mais famosa a de Janis Joplin e sua banda.

E é exatamente destas capas que temos nosso post de hoje. Com vocês dez artes de Robert Crumb.

***

Cheap Thrills – Big Brother & The Holding Company (with Janis Joplin)

Cenas das gravações com Janis Joplin:

***

Truckin’ my Blues Away – Blind Boy Fuller

***

Crumb – Original Soundtrack Film

Trecho legendado do documentário: 

***

The Music Never Stopped:
Roots of the Grateful Dead

***

Hot Women
Women Singers from the
Torrid Regions of the World

***

You can’t get Enough of that Stuff
The Hokum Boys

***

Flying Crow – The Otis Brothers

***

Music Self-Played is Happiness  Self-Made!!
Good Tone Records

***

16 Classics of Early Jazz
Yazoo’s History of Jazz

***

Ukulele Ike – Cliff Edwards

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: