"descapando" discos de rock, sempre em listas top 10 | por Ziegler, Zé Mário e Lex

Posts marcados ‘Mac Demarco’

COQUETEL

Na segunda-feira, dia 15, foi publicado mais um post que assino como colaborador para a Rádio UOL. Em COQUETEL deste mês escrevi sobre a dificuldade de fazer sucesso na carreira da música. Espero que curtam. Para ler o conteúdo na página da Rádio UOL clique aqui.

vida FÁCIL?

Todo músico sabe a via crucis a ser percorrida para estabilizar a carreira. Até o primeiro disco ser gravado e a rotina de shows garantirem algum retorno financeiro muitos desistem no meio do caminho. Chega-se ao ponto em que outra fonte de renda, além da música, é necessária. Se algo significativo não acontecer, é evidente que abrir mão de seu sonho e partir para um trabalho “convencional” será a solução. Acreditar, ser talentoso e persistir faz diferença, mesmo que a duras penas.

beck_loser_and_mellow_gold

Beck estava desempregado quando resolveu dedicar-se integralmente à música. Ele realizava qualquer atividade que lhe rendesse algum dinheiro, como operar soprador de folhas (leaf blower). O aparelho é utilizado como ferramenta de jardinagem, mas também serve para varrer grandes áreas.

beck_odelay_and_sea_change

Em 1993, o cantor lançou o single “Loser”, título mais que adequado à situação que vivia, e a mágica aconteceu. A música foi sucesso imediato nas college radios americanas, e inúmeras gravadoras, com promessas de contratos milionários, disputaram o seu passe. A recompensa de todo sacrifício foi a estreia com Mellow Gold no ano seguinte. Odelay, de 1996, e Sea Change, de 2002, fazem parte da lista dos Melhores Discos de Todos os Tempos, segundo a revista Rolling Stone.

A um minuto e cinquenta e um segundos do clipe Beck aparece usando o equipamento de seu antigo emprego.

.
Com Nathan Willians a realidade foi menos dura. Até os 21 anos ele trabalhou como vendedor em loja de discos. O tempo livre era ocupado com o skate e como colaborador em blog de cultura hip hop. Neste mesmo período, Nathan começou a registrar alguns ensaios usando gravador analógico, e editava o material com o Garage Band. Por não saber usar o software corretamente as músicas ganharam sonoridade lo-fi, característica presente até hoje em seu trabalho.

wavves_life_sux_and_dave_grohl

Willians é de San Diego, na Califórnia, e o nome de sua banda, Wavves, foi escolhido por causa da fobia que ele sente do mar. As primeiras músicas publicadas via Pitchfork tiveram grande número de acessos, receberam críticas favoráveis, e impulsionaram a popularidade. A procura por shows aumentou, Ryan Ulsh foi convocado para as baquetas, e o destino foram os festivais espalhados pelos Estados Unidos e Europa.

“I Wanna Meet Dave Grohl” foi a segunda música de trabalho do EP Life Sux. Ela foi lançada apenas como single. Nathan caprichou nas referências ao líder do Foo Fighters com o clipe de “Bug”.

.
Situação completamente oposta, talvez insalubre, viveu Mac DeMarco antes das primeiras gravações. Ele é de uma pequena cidade ao sul de Vancouver, e quando chegou a Montreal, no começo de 2012, trabalhou em empreiteira pavimentando rodovias. Somando seu rendimento com o cachê de raras apresentações, ele partiu em busca da terceira fonte de renda. Essa, sim, bizarra: cobaia em experiências médicas.

mac_demarco_rock_and_roll_night_club_and_2

Felizmente, ou melhor, ainda bem para DeMarco que o EP Rock And Roll Night Club começou a fazer sucesso. Na sequência veio contrato com gravadora, o lançamento de 2, disco de estreia, e turnê mundial. Conquistas realizadas em menos de um ano. Lembra da persistência mencionada no começo do post?

.
O mesmo músico que passou pelo martírio e superou inúmeras dificuldades até atingir o sucesso, pode colocar tudo a perder caso o foco em sua carreira seja perdido. São muitos os exemplos em que o deslumbramento e os excessos colocaram fim ao que era promissor. A liberdade é a principal parceira do artista. A disciplina deveria ser sua companheira.

.
“Um brinde!
O nosso astro merece”

.
Lex, Leandro Borghi, é designer gráfico, produz e apresenta a dose_INDIE há 4 anos, publicada semanalmente no dezcapas.wordpress.com.

4 anos

dose_INDIE_161

dose_INDIE 4 anos. 161 edições e muita música para contar. Confesso que produzir algo relevante toda semana não é tarefa fácil, mas é absurdamente prazeroso. Só depois que a setlist está definida, que os textos sobre as bandas foram escritos e que os vídeos estão editados, bate a sensação de dever cumprido. Tudo começou em 6 de março de 2009 no saudoso Sete Doses, e continuará enquanto durar o tesão. A “festa” de hoje é introspectiva. Traje obrigatório: fone de ouvido.

01 – Milk Maid – Your Neck Around Mine

milk_maid_mostly_no

Banda de Manchester liderada por Martin Cohen, ex-baixista de Nine Black Alps. Com o novo projeto a guitarra virou sua parceira. Antes de Mostly No ser gravado as músicas foram testadas em pequenas apresentações ao vivo. Durante as sessões que aconteceram em seu estúdio caseiro, Cohen registrou sozinho boa parte dos instrumentos.

02 – Mac Demarco – She’s Really All I Need

mac_demarco_rock_and_roll_night_club

Em 2012, quando chegou a Montreal, Mac DeMarco precisou de duas fontes de renda extra para continuar com a carreira de musico. Uma delas foi como cobaia em experiências médicas. A outra foi pavimentando rodovias. O elogiado EP Rock And Roll Nightclub, lançado no mesmo ano, foi fruto deste esforço e garantiu a Mac contrato com grande gravadora.

03 – Sic Alps – Cement Surfboard

sic_alps_napa_asylum

Matt Hartman e Mike Donovan eram amigos de longa data e tocavam em projetos diferentes quando resolveram gravar algumas demos juntos. Em 2010, Sic Alps foi uma das bandas que participou do festival All Tomorrow’s Parties, evento que teve curadoria e que oficializou a volta do Pavement.

04 – Fidlar – LDA

fidlar_fidlar

As primeiras demos dos irmãos Max e Elvis Kuehn foram gravadas ainda na época do high school. Eles são filhos de Greg Kuehn, da banda punk T.S.O.L.. Zac Carper e Brandon Schwartzel completam a formação de Fidlar. Além de manter perfil no MySpace a banda prioriza a atualização do canal no YouTube. Fidlar, homônimo de estreia, foi lançado em 22 de janeiro deste ano, por coincidência o mesmo dia do meu aniversário.

05 – Ganglians – My House

ganglians_daytrotter_series

Originalmente “My House” foi lançada no disco Still Living. A versão que está no podcast foi registrada para a Daytrotter Vinyl Series, idealizada pelo site Daytrotter, de Illinois. A iniciativa, aprovada pela crítica especializada, tem sido comparada as famosas Peel Sessions, realizadas pelo lendário DJ John Peel, da BBC Radio One.

06 – Ducktails – Art Vandelay

ducktails_arcade_dynamics

Matthew Mondanile formou Ducktails paralelamente a Real State, sua banda principal. A ausência de sintetizadores foi o grande diferencial de Ducktails III: Arcade Dynamics comparado aos lançamentos anteriores. Baixo, guitarra e bateria foram contemplados. Destaque para “Art Vandelay”.

07 – The Hentchmen – (Cryin’ Just Like) Otis

the_hentchmen_motorvatin

Na ativa desde 1992, The Hentchmen surgiu em Detroit e nunca abandonou suas referências que são as bandas dos anos 60. A formação atual conta com Johnny Volare, nos teclados; Tim V. Eight, na guitarra e Mike Audi, na bateria. Antes do The White Stripes, Jack White foi o segundo guitarrista.

08 – The Brian Jonestown Massacre
Yeah Yeah

the_brian_jonestown_massacre_my_bloody_underground

A banda disponibilizou as demos de My Bloody Underground, no site para audição, antes do lançamento oficial. O disco terminou com hiato de cinco anos sem inéditas. O nome faz referência ao My Bloody Valentine e Velvet Underground.

09 – Monday Night Recorders With Jack Logan
I Recognize You

monday_night_recorders_natures_assembly_line

Jack Logan iniciou carreira artística como escritor. Nos anos 80 ele lançou duas revistas em quadrinhos em que Peter Buck, do REM, era um super-herói. Buck retribuiu a gentileza ajudando o amigo em suas primeiras gravações. Nature’s Assembly Line demorou um ano para ser gravado o que resultou em 94 músicas inéditas, em 2003. 15 foram escolhidas para o disco.

10 – Blank Dogs – Open Shut

blank_dogs_under_and_under

Blank Dogs é o projeto desenvolvido pelo multi instrumentista Mike Sniper. Under And Under, disco de estreia, foi lançado após série de singles independentes e planejado para ser vinil duplo. The Vivian Girls e Crystal Stilts colaboraram nas sessões de estúdio.

11 – Box Elders – Necro

box_elders_alice_and_friends

A primeira formação de Box Elders foi, no mínimo, inusitada. Incluía os irmãos Jeremiah McIntyre, guitarra e vocal; Clayton McIntyre, baixo e vocal; e a mãe dos dois na bateria. Antes de gravarem o primeiro single ela foi substituída por Dave Goldberg que realiza a proeza de tocar bateria e teclado ao mesmo tempo. Confira sua habilidade na apresentação abaixo.

12 – Tough Knuckles – Downtown Girl

tough_knuckles_tough_knuckles

A melhor definição para Tough Knuckles é one-man lo-fi project, em que Ernest Greene atende pelo nome artístico Washed Out. Durante os intervalos de gravação do disco Greek Jazz, Greene aproveitou para revisitar a obra de Guided By Voices.

.
Baixe o podcast em MP3, ou no formato para iPod.

.
Atrasei alguns dias para publicar o podcast dos 4 anos da dose_INDIE porque naquela semana tive um sério problema doméstico para resolver, e não estava em clima de festa. Agora tudo voltou ao seu ritmo e “vamos pra vida.” Para conhecer o que já foi publicado antes clique aqui. Até semana que vem.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: