"descapando" discos de rock, sempre em listas top 10 | por Ziegler, Zé Mário e Lex

Posts marcados ‘New York Dolls’

Efeito Marty McFly

Você já viu algum filme da trilogia De Volta para o Futuro, de Robert Zemeckis? Pois bem temos o nosso herói Marty McFly, interpretado por Michael J. Fox, que viaja no tempo e dependendo de suas ações acaba alterando a história da sua vida, pais e amigos.

Isso é divertidamente demonstrado através da brincadeira das fotos, onde um determinado personagem some do papel por conta de alguma cagada do Marty.
O lance aqui é mais ou menos isso, imagine se John Lennon, Elvis, Kurt e tantos outros tivessem uma pontinha no filme!!

Jean-Marie Delbes e Hatim El Hihi são os designers responsáveis pela ideia. Vamos às dez mais criativas:

John Lennon & Yoko Ono

Não só perdeu o maridão como o beijo ficou no vácuo. Mas no final das contas deram um nariz bonitinho pra ela.

Ramones

Tommy Ramone, ou Tom Erdélyi, é o único integrante ainda vivo da formação original dos Ramones.

The Beatles

Na capa original Paul está morto, agora depois que Lennon e Harrison se foram, ele aparece vivo! Que coisa!!

New York Dolls

Aqui é fim de festa MESMO!…precisou até de um novo sofá para refazer a capa.

Johnny Thunders

E a cadeira lamenta: So Alone!

The Beach Boys

Agora sim está mais viável um surf coletivo!

Elvis Presley

A carreira solo do baixista que acompanhava o Elvis

AC/DC

Bon Scott quase nem aparece na foto original, veio correndo pro click e soltou o sorrisão.

Nirvana

Kurt como um “espírito” ainda deixou sua sombra na camisa do Novoselic.
Abaixo a antológica apresentação do Nirvana no Hollywood Rock de 1993. Eu estava lá e xinguei a quinta geração do Kurt. Infelizmente ele chegou somente na segunda.

The Doors

Jim Morrison foi a falência com seu hotel cobrando apenas $2,50 a diária. Resultado: foi demitido.

Anúncios

Sexta-feira TREZE

Em agosto de 2010, numa sexta-feira TREZE, Morrissey foi convidado pelo site The Quietus para listar os treze discos mais importantes de sua vida. Os editores explicaram porque escolheram o cantor: “Steven Patrick Morrissey is at heart a music fan like you and I.” Alguns críticos estranharam a não-presença de obra do The Smiths. Na minha opinião ele agiu certo, afinal o universo da música é maior que nosso próprio umbigo. Desde a primeira dose_INDIE repeti música apenas uma vez e foi por bom motivo. Hoje esse número sobe para 6.

01 – New York Dolls – New York Dolls – 1973

01.1 – New York Dolls – Looking For A Kiss*

O primeiro contato de Morrissey com a banda foi através do programa de televisão Old Grey Whistle Test, em 1973. Ele declarou: “the first emotional experience of my life.”

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

02 – Ramones – Ramones – 1976


02.1 – Ramones – Judy Is A Punk*

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Em 2009 Morrissey homenageou Johnny Ramone e fotografou a capa do single “Something Is Squeezing My Skull” em seu túmulo.

03 – Patti Smith – Horses – 1976


03.1 – Patti Smith – Redondo Beach*

“The Hand That Rocks The Cradle”, lançada no homônimo disco de estréia, foi a primeira música que o The Smiths escreveu junto. Na letra há citações dos escritores que mais influenciaram Morrissey, como Shelagh Delaney, Al Jolson, Thomas Gray, e trechos que remetem a “Kimberly”, música de Patti Smith presente em Horses.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

04 – Nico – Chelsea Girl – 1967

04.1 – Nico – I’ll Keep It With Mine

Opinião do cantor sobre Nico: “On the flipside of happy, Nico net caught me early. Her voice equalled the sound of a body being thrown out of a window – entirely with out hope, of this world, or the next, or the previous. Onstage, she moved like a big bleak creaking house, never once altering the direction of her eyes. I am in love. Her harmonium heaves and swells like crashing waves answering each other. If Nico could’ve laughed, she would’ve. But she couldn’t, so she didn’t.”

“I’ll Keep It With Mine” é cover de Bob Dylan gravada originalmente em 1961.

05 – Iggy And The Stooges – Raw Power – 1973

05.1 – Iggy And The Stooges – Search And Destroy

“I’m a street walking cheetah
with a heart full of napalm
I’m a runaway son of the nuclear A-bomb
I am a world’s forgotten boy
the one who searches and destroys
honey gotta help me please
somebody gotta save my soul
baby detonates for me…”

06 – Sparks – Kimono My House – 1974

06.1 – Sparks – Equator

Em 2004 Morrissey fez a curadoria do Meltdown Festival. Sparks foi uma das bandas convidadas. Na ocasião eles interpretaram Kimono My House e Lil Beethoven na íntegra.

07 – The Velvet Underground – White Light White Heat – 1968

07.1 – The Velvet Underground – White Light White Heat*

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

08 – The Velvet Underground – The Velvet Underground And Nico – 1967

08.1 – The Velvet Underground – Femme Fatale

Sobre a banda nas palavras do cantor: “Talking of the modern poet in modern music and listening to Lou Reed as a part of The Velvet Underground, we are really listening to the WH Auden of the modern world. Once again, not existing in print poetry but in recorded noise.”

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

09 – Roxy Music – For Your Pleasure – 1973


09.1 – Roxy Music – Editions Of You

Discussões e diferenças musicais foram elementos constantes na gravação de For Your Pleasure, tanto que Brian Eno saiu da banda depois que o disco chegou as lojas. Por outro lado essas divergências resultaram excelentes momentos, como em “Edition Of You” em que o som dos sintetizadores produziu texturas inovadoras para os padrões de 1973.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

10 – Damien Dempsey – Seize The Day – 2004


10.1 – Damien Dempsey – Jar Song

“I’m the world’s biggest Damien Dempsey fan, but every night he kept saying exactly the same things onstage. So one night I met him walking offstage and jumped on his back. He enjoyed that and so did I.”

11 – Smoking Popes – Born To Quit – 1995


11.1 – Smoking Popes – Need You Around*

Born To Quit é o segundo disco da banda de Chicago. Josh Caterer carregou nas referências vocais ao cantor inglês e deu certo tanto que Morrissey declarou: “Did you ever hear Born To Quit? It’s by the Smoking Popes. I thought that album was extraordinary, the most lovable thing I’d heard in years.”

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

12 – Jeff Buckley – Grace – 1995

12.1 – Jeff Buckley – Last Goodbye

Talvez Grace tenha entrado na lista de preferidos de Morrissey em homenagem póstuma. Jeff Buckley era fã declarado do The Smiths e sempre tocava “The Boy With The Thorn In His Side” e “I Know It’s Over” em seus shows. Essa última lançada na compilação So Real: Songs From Jeff Buckley.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

13 – Jobriath – Jobriath – 1973

13.1 – Jobriath – Rock Of Ages

A fase Ziggy Stardust, de David Bowie, foi a referência para o visual andrógino de Jobriath. Com isso ele recebeu o apelido de “a fada do rock”. Em 1973, semanas antes de seu disco de estréia chegar as lojas, a gravadora espalhou vários outdoors na Times Square em que o cantor aparecia nu.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

.
Clique aqui para baixar o podcast no formato MP3

Clique aqui para baixar o podcast no formato AAC para iPod
.

FELIZMENTE a fase de má qualidade de áudio do podcast acabou. As músicas marcadas com (*) são as repetidas que mencionei no começo do post. Para conhecer as edições anteriores clique aqui. Até sexta que vem.

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: