"descapando" discos de rock, sempre em listas top 10 | por Ziegler, Zé Mário e Lex

Posts marcados ‘pearl jam’

LOLLAPALOOZA 2013

dose_INDIE-162

Na sexta-feira começará a maratona de três dias de shows do Lollapalooza 2013. Mais de setenta atrações espalhadas em seis palcos do Jockey Club de São Paulo. Entre os principais passarão nove bandas em que faço questão de estar na plateia. Acho que estou preparado fisicamente para aguentar até domingo. Na segunda-feira saberei a resposta. Haja saúde e, acima de tudo, dinheiro para pagar oito reais por um copo de chope de 400 ml. Ainda bem que ele vem gelado.

01 – Pearl Jam – The Fixer

pearl_jam_backspacer

O fã que comprou a versão digital de Backspacer também recebeu senha para baixar duas das onze opções de apresentações ao vivo, registradas de 2005 a 2008, disponíveis no site da banda. O projeto gráfico do disco foi desenvolvido pelo cartunista Dan Perkins e demorou seis meses para ser finalizado.

02 – The Hives – Wait A Minute

the_hives_lex_hives

Lex Hives foi produzido pela própria banda. As duas músicas extras que estão na versão deluxe do disco foram escritas e gravadas em parceria de Josh Homme, do Queens Of The Stone Age. A expressão Lex Hives vem da Roma antiga, e era usada para tornar público um conjunto de leis e aceitá-las como padrão.

03 – Cake – Sheep Go To Heaven

cake_prolonging_the_magic

Prolonging The Magic foi o primeiro disco em que o vocalista John McCrea escreveu todas as letras e assumiu a produção de estúdio sozinho. O nome “Sheep Go To Heaven” foi inspirado em citação bíblica. No clipe a banda está caracterizada de KISS. Bacana a solução encontrada para a maquiagem do cinco integrante.

04 – Queens Of The Stone Age – 3’s And 7’s

queens_of_the_stone_age_era_vulgaris

A turnê de Era Vulgaris ficou conhecida como Duluth Tour. A banda pretendia passar por países e pequenas cidades por onde nunca haviam tocado, como em Duluth, no estado de Minnesota. Em agosto de 2008 aconteceu as duas últimas apresentações desta fase. Uma para o Reading Festival e a outra em Leeds. Josh Homme havia anunciado que no mês seguinte a banda entraria em estúdio para gravar disco novo. Promessa não cumprida há cinco anos.

05 – The Black Keys – Howlin’ For You

the_black_keys_brothers

Música lançada em Brother, de 2010. O clipe de “Howlin’ For You” foi dirigido por Chris Marrs Piliero, e faz paródia aos filmes de ação e vingança. Na trama sexy justiceira honra a memória de seu pai, e executa todos os envolvidos em sua morte. A trilha do “filme” é assinada por Dan Auerbach e Patrick Carney, da banda Las Teclas de Negro.

06 – Franz Ferdinand – Can’t Stop Feeling

franz_ferdinand_tonight

A capa de Tonight foi inspirada no trabalho de Weegee, pseudônimo do fotógrafo Arthur Fellig. Ele era conhecido por registrar cenas de crime e ações urbanas, nos anos 30. “Can’t Stop Feeling” era uma das músicas escolhidas para entrar no homônimo disco de estreia, mas foi substituída por “Michael”. Depois de receber novo arranjo ela foi lançada no terceiro trabalho de estúdio.

07 – The Flaming Lips – Sun Blows Up Today

the_flaming_lips_the_terror

Originalmente The Terros será lançado dia 2 de abril, e virá com nove músicas. Outras duas extras estarão disponíveis apenas via iTunes. “Sun Blows Up Today” é uma delas. The Flaming Lips está com outro disco quase pronto. Wayne Coyne e trupe estão regravando The Stone Roses, homônimo de estreia da banda inglesa. Oito das treze músicas estão prontas. Comentei com o amigo Thiago Kazu que estou ansioso para escutar as versões de “Song For My Sugar Spun Sister” e “I Am The Resurrection”.

“Sun Blows Up Today” foi usada como trilha de comercial para a Hyundai, veiculado durante a final do Super Bowl 2013. Para assistir o clipe original clique aqui.

08 – Tomahawk – Stone Letter

tomahawk_oddfellows

Tomahawk é mais um dos inúmeros projetos desenvolvidos por Mike Patton, do Mr. Bungle, do Fantomas e ex-Faith No More. A banda é completada por Duane Denison, ex-guitarrista do Jesus Lizard; John Stainer, ex-baterista do Helmet, e Trevor Dunn, ex-baixista do Mr. Bungle.

O lançamento de Oddfellows estava previsto para 2012, mas aconteceu apenas em janeiro deste ano. “Stone Letter” foi o primeiro single.

09 – Planet Hemp – Adoled

planet_hemp_os_caes_ladram_mas_a_caravana_nao_para

Depois de longo período sem tocar ao vivo, em 2010, a banda realizou para convidados única apresentação comemorativa aos vinte anos da Mtv Brasil. Em 2012 outro aniversário mobilizou os músicos, os trinta do Circo Voador, no Rio de Janeiro. Em menos de uma hora os ingressos para os três shows estavam esgotados.

Atendendo ao pedido dos fãs a banda finalmente resolveu colocar o pé na estrada, e está confirmada como uma das atrações do Lollapalooza americano que acontecerá em agosto deste ano. O lançamento de DVD com apresentação ao vivo também está no pacote. A possibilidade de disco com inéditas foi descartada.

.
Baixe o podcast em MP3, ou no formato para iPod.

.
Há grande número de bandas que participarão do Lollapalooza 2013 que não conheço. Espero ter boas surpresas. Em 2012 também preparei edição especial da dose_INDIE sobre o festival. Clique aqui e escute o podcast do Lollapalooza 2012. Para conhecer o que já foi publicado antes acesse o link. Até semana que vem.

The Killers, Lollapaloosa e stop do Foo fighters

Hey pessoal, boa tarde!

Hoje o post é variado, falando de vários assuntos que estão rodeando os bate papos entre eu e o Ziegler (o Lex não pois não trabalhamos juntos e eu sou separatista).

1 – The Killers

Baixei ilegalmente, vou ser preso o novo disco do Killers, o Battleborn. Quando lançaram o single Runaways fiquei muito empolgado, faz tempo que os caras não lançam nada e gostei do single, mas muito mais da capa.

Particularmente o Killers já foi uma boa novidade musicalmente falando, mas agora os caras sempre soam parecidos. Hot Fuss foi um disco lindo, Sam’s Town também foi estrondoso, mas daí em diante foi ficando repetitivo os sintetizadores do Brandon Flowers. Não é um disco ruim, porém mais do mesmo The Killers de 8 anos atrás.

Ouça o disco inteiro no Youtube e tire sua conclusão:

2 – Lollapaloosa > Festival insano, preço mais ainda (isso não significa ser injusto)

Nesta semana a organização do Lollapaloosa divulgou o line up prévio da edição 2013…nem vou falar muito, olhe a imagem abaixo

Tá lindo isso, mas 900 Dilmas não saem do bolso do proletário aqui para os três dias…rezo para que QOTSA e The Black Keys caiam no mesmo dia no line up individual.

Olha o vídeo chiquetoso que os caras produziram para divulgar…quase chorei, haha.

3 – Hiato do Foo Fighters

Nesta semana Dave Grohl postou no Facebook uma carta onde anuncia que o FF vai dar um tempo…pra mim isso cheira á tática de marketing, mas ok. Leia a carta e depois bata a cabeça ouvindo a música Low>>>

“Dave here. Just wanted to write and thank you all again from the bottom of my heart for another incredible year. (Our 18th, to be exact!) We truly never could have done any of this without you…

Never in my wildes

t dreams did I think Foo Fighters would make it this far. I never thought we COULD make it this far, to be honest. There were times when I didn’t think the band would survive. There were times when I wanted to give up. But… I can’t give up this band. And I never will. Because it’s not just a band to me. It’s my life. It’s my family. It’s my world.Yes… I was serious. I’m not sure when the Foo Fighters are going to play again. It feels strange to say that, but it’s a good thing for all of us to go away for a while. It’s one of the reasons we’re still here. Make sense? I never want to NOT be in this band. So, sometimes it’s good to just… put it back in the garage for a while…

But, no gold watches or vacations just yet… I’ll be focusing all of my energy on finishing up my Sound City documentary film and album for worldwide release in the very near future. A year in the making, it could be the biggest, most important project I’ve ever worked on. Get ready… it’s coming.

Me, Taylor, Nate, Pat, Chris, and Rami… I’m sure we’ll all see you out there… somewhere…

Thank you, thank you, thank you…

Dave”

http://www.euescuto.com.br/wp-content/uploads/2012/09/BattleBorn2012.png

Meias

***

Você já viu por aqui as mais diversas releituras de capas de rock. É gente fazendo arte com Lego, recriando fotos com gatos, edição passada mesmo postei uma releitura via escala de cores Pantone.
Mas a criatividade da molecada não para! Fico imaginando o sujeito olhando para uma capa de disco e se perguntando: como poderia recriar isso aqui? E com um súbito desvio de olhar, o que ele enxerga como resposta?
Exatamente suas meias!! Então vamos lá, dez capas clássicas usando as meias do fotógrafo Thom Moore.
Quem sabe não consigo um contato com o rapaz para que ele faça uma versão para o nosso amigo Lex e suas meias marcadas com bolinhas.

E você recriaria uma capa com o que?

1. dark side of the moon – pink floyd

2. screamadelica – primal scream

3. songs for the death
queens of the stone age

4. voodoo louge – rolling stones

5. is this it – the strokes

6. pearl jam – pearl jam

7. renegades – rage against the machine

8. meat is murder – the smiths

9. andy warhol
the velvet underground & nico

10. metallica (black album) – metallica

Retrospectiva 2011

Feliz 2012!!


Ziegler, Lex e Zé Mário formam a equipe do DezCapas

Fim de ano chegou e vamos fazer um pequeno balanço do que foram esses primeiros meses de vida do DezCapas?

O blog entrou no ar no dia
4 de agosto

04 de janeiro de 2012:
Cinco meses
+ de 50 posts
+ de 5 mil visitas

    

Foo Fighters, Nirvana, The Strokes,
The Beatles e Pearl Jam foram as bandas mais citadas

Nevermind do Nirvana
apareceu em 3 posts:


Vinte anos do Grunge
Genitália desnuda
Vinte e Sete

… e estes fizeram dobradinha:

    

The Rolling Stones – Beggars Banquet
The Rolling Stones – Stick Fingers
The Smiths – The Smiths
The Smiths – The Queen is Dead
Janis Joplin – Pearl
The Beatles – Yesterday and Today
Juliana Hatfield – Juliana’s Pony: Total System Failure
Justice – Audio, Video and Disco
Jamiroquai – Travelling without Moving
Pink Floyd – Dark Side of the Moon
Alice in Chains – Facelift
Guns n’ Roses – Appetite for Destruction
Black Sabbath – vol.4
Pearl Jam – Pearl Jam

Posts inteiramente dedicados a:

   

Trent Reznor, Black Sabbath, Mike Patton, Pearl Jam,
The Stone Roses, Legião Urbana, REM, White Stripes,
PJ Harvey, Queen, Slash, Lenny Kravitz, Dave Grohl…

… e também temáticos:

      

Publicidade e Natal,
discos raros, caros, capas bizarras, proibidas e com nudez,
arte plagiada, discos de vinil,
mash-up e sleeveface,
20 anos do Grunge
e até os jogos Pan-Americanos de Guadalajara ganharam uma homenagem

Especiais para os festivais SWU, Sónar, Planeta Terra e Rock in Rio

E artistas/fotógrafos também ganharam posts exclusivo

      

Barry Feinstein, César Vilela, H.R Giger e Alex Steinweiss

estreia da dose_INDIE, sucesso no SeteDoses.com, agora no DezCapas

* * *

É isso! Nós do DezCapas agradecemos a preferência e contamos com sua visita regularmente em 2012. E colabore com sugestões, críticas, comentários nos posts e também sua participação com sua própria lista. Tá afim? Se torne um dos colaboradores. Grande abraço e feliz ano novo!

Tá sem JOB?

EU NÃO. O acúmulo de trabalho fez surgir o plano B para a dose_INDIE. Escolhi quatro músicas que, para mim, traduzem o ritmo acelerado dos últimos dias. O conteúdo planejado para essa semana será publicado na próxima.

01. Queens Of The Stone Age – Little Sister

 

02. Pearl Jam – Life Wasted

 

03. Foo Fighters – Low

 

04. Red Hot Chili Peppers – Fortune Faded

 .
Clique aqui para baixar o podcast no formato MP3

Clique aqui para baixar o podcast no formato AAC para iPod.
.

Há pouco tempo troquei de laptop e ainda estou descobrindo seus recursos de audio. A locução desse podcast e o da semana passada estão com a voz “no fundo”. Em breve tudo voltará ao normal. Para conhecer as edições anteriores da dose_INDIE e do Dez Capas clique aqui. Até sexta que vem.

Pearl Jam

Nesta semana se apresenta no Brasil uma das bandas mais importantes do chamado rock alternativo, ou grunge como queiram os saudosistas dos anos 90. Serão shows em São Paulo, Rio, Curitiba e Porto Alegre. É a segunda passagem da banda por aqui, a primeira aconteceu em 2005 e foi memorável, provocando novamente uma enorme expectativa para grandes shows.

Recentemente a turma de Eddie Vedder completou 20 anos de estrada, com direito a documentário exibido nos cinemas do mundo todo. O primeiro disco, Ten, foi relançado em uma edição especial com demos e outras raridades. 2011 segue sendo um ano importante para a banda.

Aproveitando o momento, vamos às dez capas do Pearl Jam. E capa é o que não falta na discografia da banda. Somando discos de estúdio, mais singles, coletâneas, discos ao vivo e os inúmeros bootlegs oficiais lançados até hoje, chegamos ao incrivel número de 118 capas!!!

1. Vitalogy

Terceiro disco lançado em 94. A bela capa é uma reprodução de uma “bíblia” da medicina. A partir daqui começaram a se preocupar também com a qualidade gráfica dos discos. Digipaks e embalagens especiais eram dificeis de serem vistas aqui pelo Brasil.

2. Pearl Jam

Oitavo disco que leva apenas o título da banda. Uma maneira de acentuar ainda mais o estilo Pearl Jam, já que as composições aqui lembram bastante a época de Ten e Vs. Na capa um abacate e na contra-capa a fruta sem o caroço. O abacate seria uma referência a um episódio onde o México foi proibido de exportar esta fruta para os Estados Unidos, a alegação foi que os mexicanos queriam envenenar o povo americano.

3. Jeremy

Jeremy é sem dúvida nenhuma uma das músicas mais conhecidas e dona também de uma grande repercussão por parte de seu video clipe. A capa de seu single segue a mesma linha provocante.

4. Go

Primeiro single do disco Vs. Não se vá por minha causa, uso essa máscara de palhaço e com esse jeito de psicopata, mas sou um cara legal.

5. Save You

Do disco Riot Act, o magrelo acima se sente vaidoso e forte o bastante para enfrentar os perigos da vida. Bela ilustração!

6. As 69 capas dos bootlegs de 2006

Essa turnê de 2006 rendeu exatos 69 bootlegs oficiais. Um verdadeiro presente para os fãs. Todos os shows eram gravados e depois vendidos normalmente. Alguns itens, desta e outras turnês que repetiram a façanha, chegaram a ser comercializados aqui no Brasil.

7. Ukulele Songs

Segundo disco solo de Eddie Vedder. Canções tocadas com o  instrumento havaiano Ukulele trazem a este disco um som mais intimista e bem distante da sonoridade do Pearl Jam.

8. The Fixer

Single do último álbum Backspacer, a ilustração acima do… humm…cara que resolve tudo (pelo menos segundo a música!) é um dos nove desenhos que compõem a capa do seu disco de origem. A banda já havia feito um mosaico antes na capa de No Code, só que com fotografias.

9. Hail hail

Single de No Code. O cara ai à deriva é um sortudo e apaixonado.

10. No Code

Quarto álbum lançado em 1996. Mais inovação, a capa é formada por 144 polaroides, retratadas pela própria banda e divididas em quatro partes. A versão em CD inclui ainda 9 polaroids extras, cada uma com uma letra no verso. Assim, se você quiser ter todas em mãos terá que comprar outros exemplares do mesmo disco.

Vinte anos do Grunge

As 10 capas do movimento Grunge.
por Alessandro Ziegler

O surgimento do Grunge aconteceu no final da década de 80 no estado de Washington, mas foi em 1991 na cidade de Seattle com as bandas Pearl Jam e Nirvana que a coisa chamou a atenção do mundo inteiro. Neste ano, entre agosto e setembro foram lançados respectivamente os discos Ten e Nevermind, mas muitas outras bandas tiveram o seu disco debut lançados entre 1990 e 1992 e que configuraram-se nesse ápice do Grunge, algumas delas graças à gravadora independente Subterranean Pop, ou simplesmente SubPop, que acabou se tornando tão idolatrada quanto às próprias bandas.

Claro que algumas bandas não são de Seattle e nem estrearam em 1991, como por exemplo o ponta-pé inicial em 1985 do Green River (que contou com musicos que formariam depois o Pearl Jam, Mudhoney e Mother Love Bone) e o próprio Nirvana que nem é de Seattle e sim de uma outra cidade do estado de Washington. Mas quando falamos desse marco para o rock n´roll não tem como evitar o rótulo: Grunge de Seattle.

Portanto, embarcando neste importante aniversário, apresento uma lista de 10 capas dessas bandas que marcaram pra sempre a história do rock em 1991.
Com vocês: Nirvana, Pearl Jam, Mudhoney, The Melvins, SoundGarden, Stone Temple Pilots, Alice in Chains, Green River, Mother Love Bone e Blood Circus.

1. Come on Down – Green River (1985)


2. Primal Rock Therapy – Blood Circus (1989)


3. Facelift – Alice in Chains (1990)


4. Apple – Mother Love Bone (1990)


5. Ten – Pearl Jam (1991)


6. Nevermind – Nirvana (1991)


7. Badmotorfinger – Soundgarden (1991)


8. Every Good Boy Deserves Fudge – Mudhoney (1991)


9. Bullhead – The Melvins (1991)


10. Core – Stone Temple Pilots (1992)


Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: